John Hughes: O rei dos comming of age

,

John Hughes foi um diretor, produtor e roteirista de cinema nascido em Michigan, EUA. Hughes foi contratado por um revista pela primeira vez após escrever o conto Vacation ’58, sobre as férias que ele sempre tirava com a família. O mesmo conto que o deu o primeiro emprego serviu para que ele começasse o roteiro do filme Férias Frustradas (1983). O cara se tornou realmente famoso pelos filmes que dirigiu e que se tornaram clássicos como Clube dos Cinco (1985) e Curtindo a Vida Adoidado (1986). Mas é de extrema importância relembrar que ele era um roteirista fantástico e escreveu muita coisa como Esqueceram de Mim (1990) e até Beethoven (1992). Mais de 80 obras na imdb estão creditadas a ele e é inegável que seus filmes tem um tom único de comming of age que os tornam inesquecíveis. 

Se você não conhece o gênero, comming of age são filmes sobre amadurecimento. A ideia é que esses filmes mostrem uma transição entre adolescência e a fase adulta, mas são filmes também sobre se encontrar, saber o seu lugar no mundo, autoconhecimento. As Vantagens de Ser Invisível (2012), O Verão da Minha Vida (2013), Conta Comigo (1986) e até mesmo o novo Homem Aranha: De Volta ao Lar (2017) são ótimos exemplos para que você possa entender melhor o gênero. Lá em 1984, Hughes estreou como diretor com Gatinhas e Gatões (1984), que foi escrito pensando especialmente para a atriz Molly Ringwald, presente em vários filmes do diretor. O filme foi um sucesso enorme de bilheteria e crítica, o que rendeu um contrato com a Paramount para os filmes serem lançados com o selo, filmes estes que se tornaram clássicos para o cinema. O auge do diretor veio com Curtindo a Vida Adoidado e O Clube dos Cinco, filmes que serão usados durante muito tempo como exemplo para que a vida adolescente seja retratada da forma correta.


O Clube dos Cinco foi lançado em 85 e se tornou um sucesso mundial por dar voz ao adolescente sem transformá-lo em uma criança que não sabe sobre nada da vida. Os cinco adolescentes presos em detenção na escola representam diferentes tribos da idade em questão. O rebelde, o nerd, o atleta, a patricinha e garota estranha. Todos eles tem em comum conflitos pessoas e questões de autoconhecimento mal resolvidas. O longa se tornou um junção das outras três obras importantes de Hughes antes de 86 e o resultado foi um drama sobre a adolescência muito mais profundo do que se imagina. 

O ponto principal de John Hughes é como o diretor conseguiu se tornar a síntese do que era o adolescente dos anos 80 e 90. A forma direta e simples com a qual tratava dos assuntos que pareciam banais aos adultos – sempre cheios de problemas sobre a morte e trabalho – sem menosprezar o que o jovem passava, fez com que o diretor carregasse um legado de filmes extremamente bons de comming of age. Os temas são universais e independem da época, adolescentes que precisam se encontrar entre tanta gente. A diversão também é um traço determinante de sua obra. Esqueceram de Mim (1990) tem o roteiro escrito por John e é um marco de todo e qualquer adolescente dos anos 90. A forma como o garoto esquecido em casa era capaz de resolver quase todo problema que aparecesse era simplesmente inacreditável e trazia a comicidade na dose certa. 

Hughes é influência direta em alguns filmes. A temática adolescente não se perde com o tempo exatamente por ser algo eternamente atual. Não há como deixar de lado os dramas adolescentes sobre crescimento, sobre autoconhecimento. O que John ensinou ao cinema foi que era completamente possível retratar o adolescente de forma consciente. As camadas do adolescente precisam ser mostradas nos filmes, os questionamentos psicológicos são sim importantes! O legado de John Hughes é de que não importa se você está fazendo uma comédia, um drama ou qualquer gênero que seja, a juventude é importante para o cinema. Sempre será.

*texto originalmente publicado no Grupo Quinquilharia.
John Hughes: O rei dos comming of age John Hughes: O rei dos comming of age Reviewed by Bhárbara Andrade on abril 24, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Veja também

Tecnologia do Blogger.