Halftime Show: O intervalo que transformou o Super Bowl

,
Mesmo que você não saiba nada sobre futebol americano e nem mesmo conheça a sigla NFL - Liga Nacional de Futebol -, provavelmente você já ouviu falar do Super Bowl e, principalmente, do show de intervalo. 

O Halftime Show é uma apresentação que ocorre no intervalo da final da liga de futebol americano. Até o final dos anos 80 consistia basicamente em apresentações de bandas de universidade e foi só em 1993 que, numa estratégia para angariar mais público para o jogo, a NFL conseguiu após muita insistência trazer Michael Jackson como atração principal do intervalo. A partir daí, após uma apresentação marcante do rei do pop, o Halftime Show passou a se consolidar como um evento a parte do Super Bowl, que atraiu a atenção da indústria musical e passou a ser cobiçado pelos artistas como a chance única de uma visibilidade sem precedentes! 

O Halftime Show já conta com 52 apresentações até esse ano  - 2018 -, listamos aqui uma das 6 mais poderosas até então:

 Michael Jackson (1993) 
Trazer o rei do pop para o palco do Super Bowl, foi uma suada conquista da equipe da NFL. Jackson, que era sempre muito perfeccionista, não tinha certeza se a pressão de se apresentar ao vivo num evento daquele porte valeria a pena! Felizmente o rei aceitou, obteve inclusive uma audiência maior que a do primeiro tempo do jogo naquele ano e transformou, mais uma vez, a indústria do entretenimento! 
Assista aqui.

 Katy Perry (2015) 
Dona da maior audiência do halftime até aqui, Perry deixou sua marca ao transformar o estádio de futebol em um evento lúdico, no melhor estilo Katy Perry. Com vários palcos diferentes, um leão, um tabuleiro vivo de xadrez, participação de Lenny Kravitz e ainda voou, literalmente, no encerramento! Mais de 118,5 milhões de pessoas assistiram a apresentação e deram à Katy o título de recorde de audiência. 
Assista aqui.

Coldplay ft. Beyoncé ft. Bruno Mars (2016) 
A banda inglesa deveria ter comandado o Super Bowl 50, mas na verdade aconteceu o contrário. Naquele ano Beyoncé deveria ter sido “apenas mais uma” convidada do Halftime, mas a diva apresentou ali ao mundo pela primeira vez Formation, o lead-single de Lemonade, hino de empoderamento à comunidade negra e o álbum mais marcante da sua carreira até hoje! Beyoncé ainda causou com um protesto durante a apresentação, usando o uniforme dos Black Panther Party, movimento anti-racismo surgido na década de 60, que tinha como objetivo proteger os cidadãos negros da cidade Oakland da violência policial! 
Assista aqui.

 Madonna (2012) 
Em 2012 a rainha do pop teve seu próprio halftime - ta faltando um só seu né Britney Spears? Vamo completar a trindade da realeza do pop?. Madonna cantou seus maiores sucessos com direito a performance, palco e adereços glamourosos em um encerramento de arrepiar com um coral entoando Like a Prayer e participação de Cee Lo Green! O ponto alto de sua apresentação é que Madonna refez a cena do filme Cleópatra (1963), onde a Rainha vai à Roma ver Júlio Cezar. Para demonstrar seu poder, Cleópatra chegou sendo carregada por soldados romanos sentada em seu trono e a Rainha do Pop escolheu Cleópatra como referência para seu espetáculo.
Assista aqui.

Lady Gaga (2017) 
A Mother Monster liderou o Super Bowl de 2017. Sem nenhuma participação especial, Gaga fez uma apresentação belíssima, entregando vocais muito poderosos, com direito a drones, live no piano e seus principais sucessos! No mesmo ano Gaga lançou seu documentário pela Netflix, o Gaga: Five Foot Two que a gente fez resenha aqui, lá a gente consegue ver um pouco dos bastidores e como é a tensão e preparação para se apresentar em algo tão grande como o Super Bowl. 
Assista aqui.

 Beyoncé (2013) 
Como se não bastasse roubar a cena no Super Bowl de 2016, alguns anos antes, em 2013, Beyoncé teve seu próprio halftime. Além da sua voz poderosíssima e as performances de seus maiores hits, a cantora abriu a apresentação com um instrumental de arrepiar, acompanhado do discurso de Vince Lombardi, lenda do Superbowl que levou seu time a duas vitórias consecutivas! 
Assista aqui.

E você? Tem um show do superbowl favorito? Conta aqui pra gente!

Halftime Show: O intervalo que transformou o Super Bowl Halftime Show: O intervalo que transformou o Super Bowl Reviewed by Bhárbara Andrade on março 14, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Veja também

Tecnologia do Blogger.