Golden Globes 2018, mulheres e a indústria cinematográfica

,

2018 foi marcado - sem sombra de dúvidas - pelo empoderamento feminino e pela coragem! A coragem de finalmente entregarem os homens abusivos do ramo. Atores, diretores, todos colegas de trabalho com históricos terríveis. Através da iniciativa Time's Up, que tem como objetivo se solidarizar com vítimas de assédio e conscientizar sobre o problema, as mulheres se uniram no Golden Globes 2018 e escolheram a cor preta para demonstrar a indignação com a situação de desrespeito com a indústria global e seus abusos. 

Desde 1943 apenas cinco mulheres foram indicadas ao prêmio de Melhor Diretor. Nenhuma mulher foi indicada este ano, nem mesmo Greta Gerwig por Lady Bird, filme em potencial para indicações ao Oscar. Imagine só, em 75 anos de cinema apenas cinco indicações. Dos 250 filmes mais bem cotados do ano apenas 7% teve direção de uma mulher. E isso não é por escolha delas, é simplesmente uma resposta ao mercado. Patty Jenkins, Nick Caro, Amma Asante, Lucia Aniello, Dee Rees, Sofia Coppola, e Greta Gerwig mereciam ser indicadas este ano e mesmo assim passaram longe do prêmio ou de sequer serem lembradas. 
"Nós não estamos nas margens ou nas frestas da história. Nós somos a história é estamos escrevendo nós mesmas a história."
Elisabeth Moss
Fomos bombardeados com filmes e séries onde mulheres eram extremamente importantes. Mulher Maravilha, The Handmaid's Tale, Big Little Lies, Três Anúncios Para um Crime, Colossal, Batalha dos Sexos e eu poderia citar pelo menos mais vinte produções aqui. Mesmo assim, vimos Gary Oldman, acusado por violência doméstica, ser indicado e receber o prêmio de melhor ator. Outros quarenta e oito nomes foram expostos em 2017 e mesmo assim a indústria ainda insiste em nos entregar produções cheias de homens acusados. Vimos Mel Gibson, Johnny Depp, Ben Affleck e um pouco mais próximo até Terry Richardson, dirigindo o clipe Vai Malandra da cantora Anitta, todos inseridos em grandes produções.   

Mas onde quero chegar mesmo é que isso não acontece apenas na indústria mundial cinematográfica. Isso acontece todo dia ao nosso lado e nem sempre somos capazes de falar sobre isso. E tem que falar! Vamos colocar o que aconteceu ontem em um momento da televisão. Se você viu Big Little Lies e se lembra daquela cena final, onde as mulheres estão juntas em silêncio reconhecendo o que sofriam psicologicamente e mentalmente, você entende o que aconteceu no Golden Globes e o que precisa acontecer em nossas vidas todos os dias. Sororidade é isso! União, empatia e companheirismo. É uma questão ética que você respeite e ajude a mulher que você conhece e que sofre algum tipo de abuso seja ele físico ou mental. É seu dever também mostrar à ela o que está acontecendo e como isso pode ser mudado, mostrar que qualquer tipo de abuso precisa ser eliminado das nossas vidas. E rápido!
"O que sei com certeza é que falar a sua verdade é a maior ferramenta que temos, e eu estou especialmente orgulhosa e inspirada por todas as mulheres que se sentiram fortes o bastante para dividirem suas histórias. Este ano, nós mulheres somos a história."
Oprah Winfrey 
Para 2018 o que o mundo quer são mulheres unidas. "Nunca deveriam ter nos dado uniformes se não queriam que fôssemos um exército", a frase de The Handmaid's Tale se encaixa perfeitamente no que aconteceu no último domingo (07.01), mulheres de preto, prontas para lutar contra todo e qualquer tipo de abuso. Ah, e a omissão masculina também é parte do problema. Se você, homem, está lendo este texto e se mantém em silêncio quando vê algo errado, saiba que você também é culpado. Saber e não dizer é omissão e aprender a falar pode salvar a vida de alguém que está aí bem do seu lado. Precisamos de mudanças sísmicas em nossas normas sociais é por isso que mulheres estão unidas. E é por isso que o cinema está se levantando hoje e fazendo história. E bem, em 2018 vai ter muita mulher no cinema e ganhando prêmio sim! 

Golden Globes 2018, mulheres e a indústria cinematográfica Golden Globes 2018, mulheres e a indústria cinematográfica Reviewed by Bhárbara Andrade on janeiro 08, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário:

Veja também

Tecnologia do Blogger.