Netflix | Dark (2017)


Viagem no tempo, ficção científica, dimensões e muito suspense. Dark é a nova série da Netflix, primeira série alemã original da plataforma. Criada e dirigida por Baran bo Odar, Dark é a nova promessa de suspense da Netflix que conta a história do sumiço de crianças em uma cidade pequena alemã e que ninguém entende muito bem o que acontece. Giramos em torno de quatro família e três tempos diferentes, ou seja, a série pode ser sim um pouco confusa e até difícil de maratonar. Muito foi comparado à Stranger Things mas o clima é muito mais tenso do que a nossa queridinha da Netflix

Até o quarto episódio a sensação é de completa confusão. Não conhecemos os personagens, não entendemos muito bem onde a série quer chegar e dificilmente conseguimos criar uma ligação com, até mesmo, os protagonistas. Vou confessar que o fato da série ser alemã gerou estranhamento aos meus ouvidos no decorrer dos primeiros episódios mas isso foi se tornando apenas mais um detalhe. O ritmo lento entre o terceiro e quinto episódio não chegam a prejudicar a série já que são feitos para explicar melhor os núcleos e assim que chegamos ao sexto episódios os acontecimentos são desenvolvidos em um ritmo muito mais frenético. 

Questionamento sobre a humanidade como quem somos, para onde vamos, viagem no tempo e buraco de minhoca estão incluídos na série. Dark levanta questões científicas aliando-as ao lado emocional dos acontecimentos e as perguntas são lentamente respondidas até que você consiga entender toda a trama. Temos três linhas temporais, a década de 50, 80 e os dias atuais. Se você já assistiu O Predestinado (2014) vai estar familiarizado com a narrativa. Apesar das questões metafísicas, Dark não se torna massante ou educativa demais, isso não prejudica a experiência. 

A fotografia é bonita e se mantém fria por todos os episódios. Em alguns momentos a sensação é que o ambiente está muito molhado e isso acrescenta ao suspense da trama e ao clima dos acontecimentos. A trilha é crescente com notas de ataque, intimidante com cordas fortes e pesadas que aliadas à mixagem de som muito bem feita, deixa o espectador pronto para roer as unhas. Dark definitivamente consegue te prender com completo aos problemas e seus mistérios. 

Com dez episódios, Dark é uma proposta boa que conta com um clima de suspense pesado para prender atenção do público. Minha dica é assistir devagar para conseguir absorver melhor e entender a linha temporal. A narrativa pode ser um pouco complicada e as explicações, em alguns momentos, não são entregues tão explicitamente. Dá uma chance pra essa produção alemã e me conta o que achou! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário